rei do pano
Especial | VARIEDADES

01 de Julho de 2019 ás 08:29:36

Peixoto de Azevedo é o maior produtor de ouro de MT

Segundo a Agência Nacional de Mineração, Peixoto de Azevedo e Itaituba (PA) respondem por 95% do recolhimento do Imposto sobre Operações Financeiras IOF-ouro

(Foto: Divulgação)

Mato Grosso produz 49 mil quilates de diamante, por ano. Esse índice coloca o estado em segundo lugar na produção nacional do minério, ficando atrás apenas da Bahia. Os dados são da Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat), levantados em 2017.

No ano passado, foram exportados 42 mil quilates de diamante oriundos do estado. A maior parte é do tipo industrial, usado para a fabricação de ferramentas de cortes de alta precisão. Em menor quantidade, mais de forma expressiva, o diamante lapidável também é exportado para confecção de joias.

De acordo com Serafim Carvalho Melo, gerente regional da Agência Nacional de Mineração (AMN), o município com maior produção de diamantes no estado é Juína, a 737 km de Cuiabá. O minério dessa região é do tipo industrial.

Cidades como Poxoréu e Guiratinga produzem diamante do tipo lapidável. Entretanto, a produção nesses municípios é em menor escala.

A maior parte do diamante exportado vai para países como a Bélgica, Israel e Índia.

Ouro

Com relação à produção do ouro, o estado também ocupa um posto de liderança na produção nacional. São cerca de 16 toneladas por ano.

O maior município produtor é Peixoto de Azevedo, a 692 km da capital. É seguido por Pontes e Lacerda, Poconé e Nova Xavantina.

Segundo a Agência Nacional de Mineração, Peixoto de Azevedo e Itaituba (PA) respondem por 95% do recolhimento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF-ouro) junto à Receita Federal.

Por: G1-MT