JBS Faz o Bem
Especial | VARIEDADES

18 de Julho de 2019 ás 15:19:06

Prefeitura de Colíder prepara cadastro de profissionais de arte e cultura

O objetivo, além de conhecer os profissionais locais, é facilitar a organização de eventos

(Foto: Assessoria)

Através do Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Lazer, a Prefeitura de Colíder prepara um cadastro de profissionais de arte e cultura do município. O credenciamento está disponível para artesãos, cantores, atores, compositores, escritores, poetas, produtores, musicistas, dançarinos e outras atividades do setor.

O objetivo, além de conhecer os profissionais locais, é facilitar a organização de eventos e exposições municipais. “A partir daí a gente vai conseguir organizar as ações em Colíder, através desse cadastramento cultural”, explica o secretário de Esporte, Cultura e Lazer, Adriano Oliveira.

Segundo ele, o trabalho é realizado em parceria com o Conselho Municipal de Cultura e facilita a captação de recursos municipais, estaduais e federais pelos artistas. “A gente consegue unir forças, fazendo uma triagem, permitindo que esses artistas possam mostrar seus trabalhos através de apresentações nas comunidades”, comenta Adriano.

O coordenador de Cultura, Claudemir Mendes, diz que o cadastro é realizado na Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Lazer. “A gente pede para que todos esses profissionais nos procurem para se cadastrarem. Assim, nós teremos um raio-X de todo o material humano disponível nessas áreas da cultura para que possamos desencadear projetos em cima dos seus respectivos trabalhos. Será uma oportunidade para que suas obras fiquem conhecidas em toda a cidade e para nós aqui do Departamento de Cultura”.

O professor, escultor e escritor Mário da Silva, secretário do Conselho Municipal de Cultura, especifica que o objetivo dessa organização é permitir a oportunidade de geração de renda aos artistas locais através de iniciativas culturais.

“Queremos que as pessoas produtoras de cultura possam ganhar dinheiro com a sua arte. Todo esse lastro cultural deve ser valorizado e divulgado para a sociedade”, explica Mário, que está produzindo o livro “Colíder 40 anos”. A obra apresentará o resgate histórico, científico, antropológico e cultural do município.

Por: Assessoria