JBS Faz o Bem
Especial | VARIEDADES

00 de de 0000 ás 00:00:00

Audiência pública sobre programa que regulariza lotes industriais em é realizada em Colíder

Conforme Vanderlei esse projeto trará essa condição favorável para a instalação de indústrias

(Foto: Assessoria)

O secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão, Vanderlei Borges, participou nesta quinta-feira (08.08) da audiência pública convocada pela Câmara Municipal para debater o projeto de lei que cria o Programa de Desenvolvimento de Colíder (Prodecol). De autoria da Prefeitura de Colíder, a proposta visa facilitar a instalação de empresas no distrito industrial próximo ao aeroporto da cidade de forma legal e que garanta segurança aos investidores.

Conforme Vanderlei, as tentativas anteriores não trouxeram estabilidade jurídica aos empreendedores. “E esse projeto trará essa condição favorável para a instalação de indústrias no local”, explica. Beneficiadas com doações de lotes gestões anteriores, algumas empresas se instalaram na área. Mas o Ministério Público interveio ainda na gestão do ex-prefeito Nilson Santos e recomendou que as doações fossem revogadas.

Para solucionar o problema, a Prefeitura de Colíder propõe o projeto de lei que cria o Prodecol, que prevê a realização de processo licitatório para a comercialização de lotes industriais. No primeiro lote, estão incluídos os 15 terrenos de mil metros quadrados do Aeroporto e outras áreas com medidas diferentes com pedidos para regularização protocolados na prefeitura. “Nesta audiência, tivemos a oportunidade de esclarecer pontos importantes do Prodecol e, também, ouvimos sugestões que podem aprimorar a proposta”, comenta Vanderlei Borges.

“Através desse projeto, a Prefeitura de Colíder oferece incentivos fiscais aos empresários que se instalarem no setor industrial. Ao mesmo tempo, estaremos regularizando as empresas que já estão instaladas e que enfrentam problemas jurídicos para regularização fundiária”, acrescenta Borges. “Esse projeto já está em discussão na Câmara, que está fazendo suas respectivas análises. Esperamos que seja aprovado para que, em breve, nós possamos contribuir para que as empresas possam se desenvolver e gerar empregos”, diz.

Vanderlei Borges comenta que todas as sugestões apresentadas durante a audiência pública serão analisadas pelos vereadores. “Algumas propostas são interessantes e, eventualmente, poderão ser incluídas no projeto de lei, que, depois de aprovada na Câmara, será sancionado pelo prefeito Noboru Tomyioshi. E todo esse processo de discussão é fundamental para aprimorar a nossa proposta”, enaltece.

Por: Assessoria