JBS Faz o Bem
Especial | VARIEDADES

00 de de 0000 ás 00:00:00

Colíder participa da Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente de Mato Grosso

Proposta do município será apresentada em Brasília

(Foto: Divulgação)

 

Colíder participou da 10ª Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente de Mato Grosso, realizada em Cuiabá nos dias 4 e 5 de novembro. O tema desta edição foi a “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências”. O evento foi organizado pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA) e visa o fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente no Estado.

Representaram Colíder como delegados Márcia das Chagas, presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), o conselheiro tutelar Gilmar dos Santos e Matheus Bezerra da Silva, de 17 anos, morador da comunidade Novo Belém e estudante da Escola Palmital. Márcia foi eleita delegada e Matheus como delegado mirim para representar Mato Grosso na Conferência Nacional. Gilmar será o primeiro suplente.

Márcia Chagas diz que o encontro debateu ações sobre a criança e o fortalecimento da rede de proteção com diálogos e debates entre as parcerias. “Foram abordados vários eixos, como o enfrentamento da violência. Além disso, uma proposta de Colíder será levada à conferência nacional, em Brasília, e pode virar lei”, comenta a presidente do DMDCA. Colíder sugere a inserção nos sites dos conselhos nacional e estaduais de links de acesso às páginas virtuais dos conselhos municipais de todo o País, criando uma ampla rede nacional de proteção à criança e ao adolescente e permitindo o acesso às informações sobre as ações realizadas em cada cidade.

DIFICULDADES E DESAFIOS

Na 10ª Conferência Estadual, os municípios revelaram suas dificuldades, desafios e as perspectivas em âmbito municipal. “Inclusive, foi debatida a inclusão social, onde os adolescentes erguem uma bandeira para ter acesso a todas as informações e ações das redes. Então, é uma bandeira que eu defendo muito. Principalmente, na área do trabalho da criança e do adolescente com a reserva de 30 por cento das vagas para pessoas com deficiência”, comenta o conselheiro Gilmar dos Santos.

Matheus Bezerra da Silva participou da conferência estadual como delegado mirim. Ele afirma que foi uma experiência positiva e muito construtiva. “Lá, eu pude observar aspectos que o nosso município necessita e anseia. Acredito que é preciso levar várias possibilidades aos jovens de todos os municípios. Quero trabalhar isso dentro da minha escola. É preciso estabelecer essas informações colhidas na conferência dentro das comunidades. É de suma importância”, pontua o adolescente.

Para a Conferência Nacional, que deverá ser realizada no primeiro semestre de 2020, foram selecionadas cinco propostas, sendo uma de Colíder. Também foram eleitos os delegados. Os temas discutidos na conferência de Mato Grosso possibilitam a criação de políticas públicas para os próximos anos. Este ano, 121 municípios realizaram as conferências municipais e enviaram 250 representantes a Cuiabá.

Por: Assessoria