oral sin
Especial | VARIEDADES

Colíder

15 de Janeiro de 2020 ás 11:17:59

Educação terá reajuste salarial de 12,84% em Colíder

O índice será aplicado sobre a folha de janeiro

Com base no reajuste do piso salarial do magistério promovido em janeiro pelo Ministério da Educação, a Prefeitura de Colíder atualizou o salário da categoria da rede pública municipal em 12,84%. O índice será aplicado sobre a folha de janeiro e vale para todos os trabalhadores da educação. A medida ainda precisa ser analisada e aprovada pela Câmara Municipal.

O anúncio foi feito pelo prefeito Noboru Tomiyoshi nesta segunda-feira (13.01), durante reunião com os vereadores. “Estamos concedendo a perda inflacionária mais o aumento da arrecadação do Fundeb. Nós percebemos que teríamos condições de dar essa recomposição. Além disso, por força de lei, é obrigatório esse pagamento”, destaca o gestor, mencionando a atualização definida nacionalmente no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Apesar do momento econômico difícil e que impõe grandes desafios, essa é mais uma ação importante que a gestão municipal promove para fortalecer a qualidade do ensino público municipal de Colíder. “Nós estamos reestruturando toda a rede de ensino, reformando as escolas, oferecendo um material didático de qualidade, uma merenda escolar de qualidade e um transporte escolar bom, confiável e digno. E nós não poderíamos deixar de atender os professores”, justifica Noboru.

“Todos os profissionais da educação estão felizes com essa decisão tomada pela gestão municipal para garantir aquilo que é de direito de todos os servidores públicos da educação municipal”, comenta o secretário municipal de Educação, Márcio Fernandes. ”Nós temos certeza que essa atualização do piso nacional vai motivar ainda mais. Nós acreditamos que para o profissional desempenhar melhor as suas funções pedagógicas ele precisa ter tranquilidade”, argumenta.

DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

A definição do reajuste conta com o apoio dos vereadores. Segundo o vereador Marcos Aragão (Marquinhos), o prefeito Noboru Tomiyoshi tomou uma decisão importante e que vai contribuir para dar ainda mais qualidade ao trabalho desenvolvido pelos professores de Colíder. “Imediatamente após o anúncio do índice do piso nacional, o prefeito contemplou os servidores da educação com essa atualização”, pontua.

O presidente da Câmara, Pernambuco Filho, avalia que o prefeito atende um direito do profissional da Educação. “E estendeu aos demais servidores, conforme determina o plano de cargos e carreira. Analisando bem, esse índice de 12,84 por cento é bem alto. Na decadência que tá o País, Colíder consegue atender um direito dos professores. Já quero pedir o bom senso de todos os vereadores para que aprovem [o projeto de lei do reajuste], porque já está tudo redondinho. Quem ganha com isso, também, é o aluno”, pondera.

O vereador Rica Matos lembra que a gestão de Noboru Tomiyoshi ampliou o atendimento aos direitos dos servidores da educação. “O prefeito vem desde o início do seu mandato contemplando os servidores com o que é de merecimento e concedendo perdas daquilo que não foi dado no passado, com a recomposição dos anos anteriores. A Câmara, com certeza, vai votar o mais rápido possível essa tão sonhada recomposição dos salários de todos os servidores da educação”.

DECISÃO CORAJOSA

Como é um índice alto, o vereador Zé Moreira esclarece que a aplicação de 12,84% exigiu um estudo minucioso das contas da Prefeitura de Colíder e um diálogo muito criterioso entre o governo municipal e os vereadores. “É preciso lembrar que a inflação anual de 2019 foi de pouco mais de quatro por cento. Além disso, a recomposição vai para todos os profissionais da Educação. Então, nós sabemos das dificuldades.”, defende.

“O prefeito Noboru, certamente, terá que tomar medidas [duras] durante o ano porque o nosso maior desafio enquanto poder público, vereadores e prefeito, é administrar os índices da folha [da Prefeitura de Colíder], um cuidado que o Tribunal de Contas exige da prefeitura. Mesmo assim, o prefeito foi determinado e concedeu o reajuste a todos os servidores da educação já a partir de janeiro”, explica Zé Moreira.

O vereador Ruam Batista também destaca a decisão importante anunciada pelo governo municipal. “Nós temos que parabenizar a Secretaria de Educação, o poder executivo e o poder legislativo por essa união, atendendo esse direito dos profissionais da educação. É uma vitória de todos. Vai fazer muito bem para todos os servidores, que passam a trabalhar mais motivados. Parabéns a todos”, destaca o parlamentar.

Por: Assessoria