JBS Faz o Bem
Especial | VARIEDADES

09 de Março de 2020 ás 18:04:51

Garimpeiros invadem serra com promessa de novo "eldorado"

Cerca de 200 pessoas já estão na região da Serra do Caldeirão, em Pontes e Lacerda

(Foto: Divulgação)

Cerca de 200 garimpeiros foram atraídos para um garimpo que promete ser um novo "eldorado" em Pontes e Lacerda (443 km de Cuiabá). A movimentação começou na quarta-feira (4).

De acordo com o conselheiro fiscal e fundador da Cooperativa de Mineracao dos Garimpeiros de Pontes e Lacerda (Cooperpontes), Admilson Silva, o ouro foi encontrado próximo a Serra do Caldeirão, que em 2015 chegou a ter mais de 5 mil pessoas também em busca de ouro.

Vídeos que circulam as redes sociais mostram grande quantidade do metal sendo retirado no garimpo.

De acordo com Admilson, o metal foi encontrado apenas na superfície e o cooperativista coloca em dúvida a veracidade dos vídeos.

“Pelo o que estou sabendo, é bem pouca a quantidade de ouro que está pegando por lá. Não saiu esse ouro de lá não, são boatos mesmo”, afirmou.

No entanto, o cooperativista acredita que o vídeo em que os garimpeiros estão em um matagal pode ser real, pois parece com a vegetação da serra.

Ainda conforme Admilson, a terra onde foi instalado o novo garimpo pertence à Mineradora Apoena.

 

Serra do Caldeirão

Cerca de 600 pessoas invadiram uma área particular em Pontes e Lacerda, em outubro de 2015, após a divulgação de que uma grande quantidade de ouro foi encontrada no local.

A disseminação de fotos e vídeos nas redes sociais teria colaborado para que a invasão ao local fosse ainda maior.

Na época, 10 pessoas foram presas portando ouro ilegal na Serra do Caldeirão.

A decisão pelo fechamento do garimpo deu-se em razão da ausência de autorização  por parte do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

A determinação de encerramento das atividades no local foi assinada pelo juiz federal Francisco Antônio de Moura Júnior, da 1ª Vara da Subseção de Cáceres.

O magistrado atendeu o pedido proposto em uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF).

Por: Mídia News