oral sin
Especial | VARIEDADES

07 de Abril de 2020 ás 13:55:17

Bairros do Setor Norte de Colíder recebem Campanha Abril contra a dengue a partir de hoje

Os caminhões percorrerão as ruas dos bairros recolhendo os recipientes que possam acumular água e servir como criadouros do Aedes aegypti

(Foto: Assessoria)

De 07 a 10 de abril os moradores devem deixar o material nas calçadas para serem descartados de forma adequada

A Secretaria de Infraestrutura Obras e Urbanismo dá continuidade nesta terça (7) à Campanha Abril Contra a Dengue no Setor Norte. A partir das 7h30 os caminhões percorrerão as ruas dos bairros recolhendo os recipientes que possam acumular água e servir como criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya.

Segundo o responsável técnico da Vigilância em Saúde, Rogério Nunes Silva, a campanha vem ao encontro das necessidades atuais de enfrentamento da dengue, visto que hoje, semana 14 já tivemos 182 casos notificados no município, só no mês de março tivemos 60 casos notificados.

Rogério alerta que a constatação feita pelo Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti – LIRAa, é de que os focos estão nos quintais da população com lixo que acumula água, dessa forma, para que o mutirão dê certo é preciso que as pessoas se conscientizem da necessidade da remoção dos criadouros do Aedes aegypti. “Esse autocuidado que a população precisa ter é que vai fazer com que o mutirão tenha efeitos positivos para nossa sociedade”, enfatiza.

Informa ainda que a Vigilância em Saúde está visitando pontos estratégicos, delimitando focos e passando veneno para criar bloqueios e que as agentes de endemias continuam visitando as residências munidas de toda a metodologia para verificar o território. Vão realizar visita domiciliar por fora da residência com a recomendação de estarem a dois metros de distanciamento do morador, distância recomendada para prevenir uma possível transmissão da Covid-19.

Conclui dizendo que a campanha Abril Contra a Dengue está sendo realizada neste período, mesmo com a necessidade de isolamento social porque a maior preocupação é que o município tenha além do coronaviris, uma epidemia de dengue.

Por: Assessoria