rei do pano
Especial | VARIEDADES

Vereador Zé Moreira enaltece eficiência dos 7 meses da gestão de Noboru

A população de Colíder está recuperando a autoestima

(Foto: divulgação)

Em julho, o prefeito Noboru Tomiyoshi completou sete meses no comando da Prefeitura de Colíder. Em janeiro, assumiu uma estrutura pública praticamente paralisada. A população estava descrente e com a autoestima em baixa. Inicialmente, para organizar a parte administrativa foram necessários cerca de três meses de muito trabalho.

Para o vereador Zé Moreira (PSD), líder do prefeito na Câmara, foram momentos difíceis. A máquina pública estava engessada. Noboru e sua equipe tiveram que, praticamente, iniciar um governo do zero. “Somente a partir de maio é que as coisas começaram a desenrolar. E com sucesso. Hoje, as obras acontecem em todos os cantos. Colíder é uma nova cidade. As pessoas estão mais confiantes e felizes”, afirma.

Acompanhe a seguir a entrevista onde Zé Moreira faz um relato sobre o atual governo municipal.

Qual a avaliação que o senhor faz dos primeiros sete meses de gestão do prefeito Noboru Tomiyoshi no comando da Prefeitura de Colíder?

Zé Moreira - O prefeito Noboru precisava de pelo menos seis meses para organizar a gestão, organizar a administração, para começar a trabalhar e implantar a sua forma de governar o município. No entanto, em apenas três meses ele conseguiu organizar a administração. Começando pelo quadro de pessoal, montar equipe, para depois implantar o seu plano de governo. Também foi preciso organizar o processo de licitação, que é complexo e moroso. E isso foi feito ainda no primeiro trimestre. Depois, o governo municipal começa a tomar rumo. E, apesar do momento econômico que passa o país, a prefeitura consegue realizar muitas obras. Muitas delas estavam paralisadas há cinco, seis anos. O Noboru conseguiu liberar convênios importantes, como a construção dos dois trevos na MT-320, que estavam judicializados desde o governo de Celso Banazeski e nos quatro anos do ex-prefeito Nilson Santos. Em apenas quatro meses a atual gestão destravou esses processos, iniciou as obras e os trevos já estão praticamente concluídos. Dois convênios para asfalto prometidos desde 2012 também foram liberados para pavimentação das avenidas Floriano Peixoto e Rui Barbosa. E temos uma sinalização muito importante de um convênio para o asfaltamento de vários bairros. O Noboru está bastante adiantado na busca de recursos e de parceria com o Governo do Estado, inclusive para asfalto comunitário. Em quatro ou cinco bairros é a intenção do Noboru de iniciar as obras ainda neste ano.

E no interior do município? Quais são os investimentos?

Zé Moreira – No interior, o governo municipal começou a fazer a recuperação das principais estradas ainda no período chuvoso, como Veraneio, Sete Casas, Cacique, MT-410, que liga Zé Reis a Marco de Cimento, Café Norte, Trevo Ouro Verde e Cavalo Preto. São vias que todo mundo utiliza no interior. Mesmo tendo que assumir a gestão e arrumar maquinário, deu tempo para fazer essas obras. E a partir de maio, com o início do período seco, a prefeitura começou a recuperação das outras vias mais secundárias. Primeiro, foi priorizado todo o entorno da cidade. Pode-se dizer que cerca de 70 por cento das vias rurais estão patroladas ou recuperadas. Agora, a partir de setembro, outubro, quando teremos um período chuvoso, a prefeitura vai entrar com o cascalhamento de todas as estradas vicinais. Depois, é só investir na manutenção. E o prefeito está comprando mais dois maquinários, uma pá carregadeira e um PC, e isso vai reforçar esse trabalho.

O senhor acredita que o apoio que o Noboru recebe de um grande número de deputados estaduais, federais e senadores ajuda nesse processo?

Zé Moreira – O Noboru conseguiu ter um trânsito muito favorável na administração estadual. Ele conquistou a confiança de todo a equipe do governador Pedro Taques e dos parlamentares. Hoje, ele tem vários deputados que estão ajudando, apesar das dificuldades de conseguir recursos. O Governo do Estado está passando por um momento financeiro muito sério, o que dificulta a liberação de emendas parlamentares. Mas como o Noboru leva bons projetos, essa relação com o Estado acabando sendo muito boa junto ao secretariado e lá na Assembleia Legislativa. É um relacionamento de confiança. Com isso, Colíder vem conseguindo várias conquistas. Além dos trevos e asfalto, conseguimos bueiros para a MT-410, uma ponte sobre o rio Braço Dois, que liga à comunidade Santa Isabel, em Colíder, ao município de Terra Nova do Norte e onde tem um grande escoamento de safra. Está bem adiantada a liberação da travessia urbana da MT-320. Também está garantido pelo vice-governador Carlos Favaro, através da Sema, a construção de um parque ecológico acima do Lago dos Pioneiros, no córrego do Jaracatiá. É um projeto que deve iniciar com R$ 1,4 milhão, chegando a R$ 5 milhões. Vai fazer a revitalização do rio Jaracatiá, com pista de caminhada e áreas de lazer. Será uma grande obra na cidade. E tudo isso está sendo conseguido através desse bom relacionamento do Noboru com o vice-governador, com a administração estadual e deputados. E isso é altamente positivo para Colíder.

É qual a participação da Câmara Municipal?

Zé Moreira – Esse apoio dos vereadores está sendo fundamental para uma gestão eficiente. Hoje, nós temos uma base consolidada aqui na Câmara. E isso ajuda, também, a conquistar recursos junto ao Governo do Estado porque cada vereador está ligado a um partido, a um deputado, que são cobrados a liberar emendas e a atender os projetos do prefeito. E esse apoio dos vereadores tranquiliza o prefeito e faz com que ele possa exercer a sua administração e a implantar os seus projetos. Isso é altamente positivo. Temos aí como exemplo o Hospital Regional, que vive uma grave crise. Mas aos poucos e com o apoio dos vereadores, que vão à Cuiabá cobrar uma solução, o Governo do Estado está assumindo a sua responsabilidade e o Regional está normalizando o seu atendimento aos poucos. Ainda não funciona na sua totalidade, mas já atende de 70 a 80 por cento da sua capacidade. Isso já traz maior tranquilidade à população. A questão da violência também tem a interferência dos vereadores na busca de soluções efetivas de combate. Nós criamos o Gabinete de Gestão Integrada, o GGI, que tem amplos poderes para deliberar sobre segurança pública em Colíder. Os vereadores, o prefeito e representantes da sociedade estão cobrando todas as forças de segurança. As ações estão acontecendo, mas a gente tem muito a fazer ainda. A violência é algo que preocupa muito os colidenses, mas estamos fazendo a nossa parte. O município está investindo em ações preventivas na parte de segurança, como por exemplo o projeto que envolve centenas de crianças em atividades esportivas nas escolas. É preciso coibir a violência, mas também é preciso se preocupar em promover a inserção das pessoas, levando cultura, levando esporte, que são maneiras de evitar com que os jovens sejam cooptados pelo crime.

O senhor acredita que as ações do governo municipal estão melhorando a autoestima da população?

Zé Moreira – Com certeza. O que a gente tinha era um ambiente negativo, com a população desmotivada. A cidade e as autoridades viviam um momento de descrédito. E agora a gente consegue perceber que, apesar de ainda existirem muitos problemas, que as pessoas estão mais felizes e voltando a acreditar na classe política e no potencial de Colíder. Então, isso gera um clima favorável. E isso se deve, em grande parte, à capacidade de Noboru e sua equipe de implantar o plano de governo. E se o ambiente econômico nacional der uma reagida, uma melhorada, eu penso que o prefeito vai fazer uma gestão diferenciada e de resultados. O Noboru é uma pessoa muito comprometida com as coisas e as pessoas de Colíder. Ele começa a trabalhar cedo, trabalha o dia inteiro e, ao anoitecer, ele está inda ali na prefeitura despachando e projetando investimentos. Ele procura resolver os problemas na hora. No seu governo não tem espaço para reclamação, para você ficar lamentando. Ele não gosta disso. Você não consegue discutir problemas com o Noboru. A visão dele é buscar uma saída, uma alternativa para resolver o problema. O espírito do Noboru é desenvolvimentista. Para ele, cuidar de Colíder é uma missão.

A cidade já vive um momento melhor? Colíder voltará a ser o polo regional?

Zé Moreira – Com certeza. E isso ajuda, porque o empreendedor, a pessoa que faz o investimento, começa a ter uma confiança maior no potencial econômico de Colíder. Ele já começa a rever os seus projetos e voltar a criar emprego e renda na cidade. Percebe-se hoje que o empresário está mais animado. E isso é importante. O poder público não consegue fazer tudo, mas ele precisa criar esse ambiente favorável para o investimento da iniciativa privada. Por isso, acredito que em breve Colíder voltar a ser um polo regional. É claro que o investimento acontece ao longo da BR-163, mas nós estamos a apenas 30 quilômetros da rodovia. E com a MT-320 totalmente reformada, com asfalto novo, as pessoas se sentirão mais motivadas para acreditar e investir em Colíder. E essa obra é mais um resultado positivo do Noboru e dos vereadores, que constantemente cobravam do governo estadual essa recuperação. Agora, com esses trevos prontos e com a MT toda recuperada Colíder voltará a viver um novo momento econômico e social. Mas precisamos investir no agronegócio e atrair empresas do setor. Temos áreas propícias para a agricultura de larga escala. Isso gera riqueza, atrai grandes investimentos, o que ajuda na geração de novos empregos. Hoje, as cidades que se sustentam são aquelas do agronegócio. A cidade tem que ter produção para crescer e evoluir. O agronegócio com suas atividades verticalizadas, com a agroindústria acontecendo, favorece o fortalecimento da economia. Entretanto, precisamos valorizar e investir na agricultura familiar, porque ela também gera riqueza. Resgatamos o Balde Cheio, que é um baita projeto do Senar, garantindo a alta produtividade do leite. Então, esses programas e a assistência técnica são importantes para revitalizar a economia rural. 

Por: Assessoria