Mãe doa córneas de irmãs mortas intoxicadas por fumaça: "quero que enxerguem o mundo pelas minhas filhas"

Geral

20/04/2021 às 13:22

“Quero que essas crianças enxerguem o mundo através das minhas filhas”. A frase emocionada é de Lenilza Gomes Miguel da Silva Mendes, que decidiu doar as córneas de suas filhas, Lorrandra da Silva Mendes, de 5 anos e Isis Silva Nascimento Santos, de 6, mortas intoxicadas com a fumaça de um incêndio na casa delas, no bairro Cinturão Verde, em Cuiabá, na madrugada do último domingo (18).

Bastante emocionada e abalada com a situação, Lenilza confirmou ao Olhar Direto a doação dos órgãos. “Eu doei os olhos delas, porque se o corpo não está aqui para ver o mundo como estamos vendo, pelo menos os olhos delas estarão”.
 
“Quero que elas enxerguem o mundo pelo corpo de outras crianças, que elas possam salvar a vida de outras pessoas. Quero que aconteça desta forma. Que essas crianças enxerguem o mundo pelas minhas filhas”, acrescentou a mãe.
 
Segundo Lenilza, as duas filhas eram bastante apegadas a ela e faziam os serviços comuns de casa juntas.
 
Em relato aos policiais, os pais das crianças afirmaram que todos estava dormindo quando acordaram com o cheiro da fumaça. Ao chegar no quarto das filhas, perceberam que ambas não estavam se mexendo e foram retiradas do quarto e levadas até a sala. O casal acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)
 
A equipe do Serviço de SAMU realizou os primeiros socorros das vítimas e constatou o óbito das duas irmãs. As duas crianças apresentavam pequenas queimaduras pelo corpo, mas causa aponta pela morte seria intoxicação pela fumaça.
 
O fogo teria iniciado por um curto-circuito no ventilador.
 
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), lamentou a morte das irmãs. As duas meninas estavam matriculadas na Escola Municipal de Educação Básica do Campo (EMEBC) Herbert de Souza. Elas estudavam na Pré Escola I e 1º Ano da EMEBC Herbert de Souza.
 

Fonte: Olhar Direto


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário