Nova Guarita: menina de 11 anos é estuprada por pedófilos de 68 e 35 anos

Polícia

20/09/2022 às 13:31

Dois pedófilos, de 68 anos e 35 anos foram presos, na tarde dessa segunda-feira (19), por estuprarem uma menina de 11 anos em Nova Guarita (675 km de Cuiabá). Os estupros ocorreram diversas vezes e foram gravados pelos criminosos.

Conforme o boletim de ocorrência, a criança tinha fugido de um abrigo de menores e foi encontrada pelas equipes de Conselheiros Tutelares e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) brincando na rua. Ela ainda tentou fugir, mas foi convencida a acompanhar os profissionais até a sede do Conselho Tutelar para conversar.

Foi nesse momento que as equipes estranharam o fato de a menina estar com um celular. Num primeiro momento, eles acreditaram que ela pudesse ter furtado o aparelho, mas ela negou e disse que havia ganhado de presente de um dos criminosos. Ele a acompanhou até até uma loja na região central da cidade, se passou por seu tio e comprou o aparelho.

Para provar o que estava dizendo, a menina ligou para um dos estupradores na frente das equipes de acolhimento e confirmou com ele a informação. Contudo, quando foi informado que a garota estava no Conselho Tutelar e que a Polícia Militar estava presente, ele começou a negar tudo o que havia acabado de dizer.

Os dois bandidos foram levados até o Conselho Tutelar para esclarecer os fatos. Um deles chegou a ameaçar a garota de morte casos ela prejudicasse o cúmplice de alguma forma.

A menina então passou a relatar que ganhou o celular após manter relações sexuais com um dos criminosos e que tinha sido estuprada por ele diversas vezes. O segundo estuprador, segundo a menina, também teria se aproveitado da situação para acariciar suas partes íntimas.

A menina também contou que gravou alguns vídeos na casa de um dos criminosos. Todo esse material está em posse do Conselho Tutelar.

Os dois homens receberam voz de prisão e foram encaminhados para a delegacia de polícia da cidade. Eles vão responder por ameaça, estupro de vulnerável, corrupção de menores e corrupção de menores utilizando-se de meios eletrônicos. O caso é acompanhado pela Polícia Judiciária Civil.

Fonte: Reporter MT


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

O CAPTCHA abaixo oferece proteção contra entradas digitais remotas garantindo que somente um ser humano possa registrar manifestações. Clique na opção abaixo "Não sou um robô" para que seja feito o teste de segurança via áudio ou imagem

Enviar comentário