Prefeitura de Colíder oferece suporte e orientação a empresários para linhas de crédito do Desenvolve Emergencial

Foto por: Assessoria

Colíder

19/04/2021 às 09:22

A prefeitura de Colíder em parceria com o governo do Estado, está auxiliando os comerciantes no envio de projetos para o programa Desenvolve Emergencial, que oferece um aporte financeiro para desenvolver o negócio ou manter capital de giro diante da crise.

O Desenvolve-MT, agência de fomento estadual, está capitalizada e já iniciou a oferta de linhas de crédito emergenciais para atender micro e pequenos empresários que sofreram com os impactos financeiros da pandemia da Covid-19, entre eles os proprietários de bares, restaurantes e similares.

De acordo com o secretário Lourenço Marani, as linhas de crédito de capital de giro são destinadas a minimizar os impactos financeiros causados pela pandemia do coronavírus, de forma a colaborar com os empresários para que possam equilibrar o fluxo de caixa, repor estoques, pagar fornecedores, entre outros.

Colíder está registrando uma grande procura de interessados em adquirir essas linhas de crédito e a secretaria municipal está prestando atendimento e orientação através do telefone 66 3541-4498 ou pelos celulares 66 99985 7398; 66 99969 8399 ou 021 99900 7357.

O cadastro é realizado online através de uma plataforma desenvolvida pelo governo do Estado. “Pedimos a todos que nos envie toda a documentação para que a análise de crédito seja efetuada com mais rapidez”, explica Lourenço.

Para ter seu projeto aprovado, o solicitante deve ter toda a documentação exigida e estar em dia com os tributos.

O programa está aberto para toda a classe empresarial e empreendedores individuais,

Para os Microempreendedores Individuais - MEI, o Governo do Estado de Mato Grosso vai liberar R$15 milhões. Cada tomador pode requerer até R$10 mil com juros a 2,5% ao ano. O prazo para pagamento do empréstimo é de até 24 meses e carência de até 6 meses.  Além desses benefícios, a linha ainda conta com um diferencial, se as parcelas forem pagas em dia o juros é zero.

Para bares, restaurantes e similares, o valor para empréstimos será de até R$50 mil por empresa, com taxa de juros de 6% ao ano. Com as parcelas pagas em dia, o empresário terá os juros reduzidos para 4,80% ao ano a título de bônus de adimplência. O prazo para pagamento é de até 42 meses, com máximo de 6 meses de carência.

Fonte: Nortão Online com Assessoria


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário