Quatro PMs estão entre os quase 60 convidados detidos em festa de aniversário fechada pela polícia

Mato Grosso

01/08/2020 às 06:55

Entre as 58 pessoas flagradas em uma festa clandestina de aniversário, no Bairro Guarita, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, na madrugada desta sexta-feira (31), estão quatro policiais militares e um agente penitenciário. A polícia foi até o local após denúncia de aglomeração, barulho de tiros e som alto.

Junto com as mais de 50 pessoas, incluindo a aniversariante que é a dona da casa, eles foram levados à delegacia por descumprimento do decreto que proíbe aglomeração nesse período de pandemia da Covid-19.

São dois soldados e dois sargentos, além de um agente penitenciário. De acordo com a Polícia Militar, o caso já está sendo acompanhado pela Corregedoria Geral da instituição.

O órgão está analisando os procedimentos que serão instaurados para apurar a conduta dos militares, pela participação na aglomeração que viola os decretos estadual e municipal que tratam das medidas de prevenção do Covid-19.

Flagrante após denúncia

 

A polícia foi até o local, durante a madrugada, depois de receber várias ligações denunciando a aglomeração e confirmou o descumprimento dos decretos que estabelecem medidas para evitar a disseminação do novo coronavírus.

"Diante da situação, devido ao grande número de pessoas, a gente solicitou apoio de demais guarnições. Compareceu a Rotam, Força Tática e guarnições de área. Deslocamos até o local e fizemos a abordagem", disse o tenente Matheus Schwingel.

No local havia grande quantidade de bebidas alcoólicas, narguilé e próximo a uma mesa uma quantia de R$ 1 mil em dinheiro, que foi apreendida.

Segundo a polícia, as pessoas se recusaram a obedecer a abordagem e houve a necessidade do uso da força física. Houve tumulto devido ao grande número de pessoas.

Alguns convidados tinham passagens criminais.

Fonte: G1


Fotos da notícias

Veja mais

DEIXA UM COMENTÁRIO Clique aqui

Teu email não será publicado.

Enviar comentário